Indicadores de Juruti - Fundo de Desenvolvimento Sustentável

Fundo de Desenvolvimento Sustentável

O terceiro pilar do tripé de atuação do plano Juruti Sustentável é o desenho, desenvolvimento e operação de um instrumento financeiro – um fundo – de longo prazo, que atenda o municio e região. Seu objetivo é intermediar recursos financeiros e materiais a serem aplicados em projetos que integrem aspectos sociais, econômicos e ambientais, voltados para o desenvolvimento e o bem-estar da população local.

Este Fundo é proposto tendo em vista a falta de mecanismos financeiros disponíveis para a região que promovam atividades econômicas sustentáveis e que incentivem o desenvolvimento de capital humano e social. A ausência de mecanismos financeiros tem dado espaço para atividades predatórias em Juruti e região, como a extração ilegal de madeira e o desmatamento para criação de gado, alternativas mais baratas e que acabam inviabilizando o desenvolvimento de práticas inovadoras e sustentáveis.

O Fundo também propõe servir como um intermediário entre os atores locais e a Alcoa, de forma a evitar pressões que potencialmente causem desgaste no relacionamento entre empresa, governo e sociedade civil em Juruti e região. O apoio por meio de um instrumento com identidade, governança e gestão autônomas, também fomenta um modelo de negociação com critérios universais e consensuados. 

Outra possibilidade que o Fundo oferece é a diversificação de parceiros, com a captação de recursos junto a outros doadores além da empresa envolvida no empreendimento, o que significaria abrir e pluralizar a governança e a atuação do próprio fundo. Para tanto, é fundamental que haja uma interação não apenas com possíveis beneficiários do Fundo, mas com outras organizações públicas e privadas, eventualmente interessadas tanto em participar da sua composição financeira quanto nos resultados de suas contribuições para o desenvolvimento sustentável da região.

Passos na construção do Fundo

⇒ Revisão de experiências e da literatura sobre estruturação de fundos com objetivos de desenvolvimento sustentável no âmbito regional

⇒ Desenhar uma proposta de modelo de governança e de instrumento financeiro, alinhado às experiências observadas e adaptado às singularidades do contexto amazônico

⇒ Realização de road-shows em capitais nacionais e internacionais, para captação de possíveis parceiros aportadores de recursos para o Fundo, a partir de um desenho de modalidades de aporte que comporão o montante financeiro do Fundo

⇒ Estabelecer as modalidades de apoio e uso dos recursos e critérios de convocação e seleção de projetos

⇒ Análise e validação por meio de oficinas de trabalho em Juruti e região, para que sejam definidas as prioridades e critérios de uso dos recursos